Eu voto

Amanhã, por favor levantem-se do sofá, vistam um casaco e sejam cidadãos. Se querem um país civilizado, comecem por exercer o vosso direito / dever de votar.
O “não querer saber” é puro analfabetismo, em pleno século XXI.

E desta vez há em quem votar. Acreditem, acompanhei a campanha de muito perto (ao minuto 1:17, a minha mãe, de quem me orgulho por ser uma pessoa que luta por aquilo em que acredita e que do pouco faz muito).

Votem em quem acreditam, mas acima de tudo: votem. Nem sempre o foi possível fazer – agora que temos o direito já não o queremos exercer?

 

5 thoughts on “Eu voto”

  1. Descobri seu maravilhoso blog nas minhas rarissimas andanças pela net e aqui estou, desejando que estejas bem e que tenha se recuperado. Estou amando ler-te e apreciar seus trabalhos maravilhosos, em especial estamos apaixononados(marido também), pelo gato Malaquias, ele é tal e qual nossa gatinha, se ainda morasse ai na Europa encomendaria um, quem sabe mais a diante.
    Um abraço
    Bell

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Inscreva-se com o seu endereço de e-mail e receba notícias nossas!
Scroll to Top