08.03.2018

bonecas

bonecas

bonecas

bonecas

Apesar de estar longe de ter retomado o ritmo desejado aqui no blog, o ritmo dos dias parece se ter reencontrado. Acordo cedo porque me deito cedo (e deito-me cedo porque acordo cedo), e ainda no silêncio da casa vou ao pão na pequena padaria onde me recebem sempre com genuína simpatia. Começar o dia com pão quente saído do forno a lenha é um dos pequenos grandes luxos com que gosto de presentear o dia. Com a mesa posta para o pequeno-almoço, a casa desperta e logo se começa a corrida contra o tempo. Daí a pouco, já sozinha, tento dar um ar digno à casa, o que nem sempre acontece, tomo o primeiro de muitos chás e sento-me à máquina de costura. Rendi-me finalmente aos podcasts e aos livros audio, que se têm tornado companhia perfeita. O frio e a chuva não têm permitido caminhadas aqui perto do mar, que tem estado bastante agressivo, as gaivotas bem que o anunciam. Gosto de as ouvir mas o bater das ondas nas rochas é tão violento que se sente dentro de casa e não posso deixar de pensar nos pescadores e no que terão que enfrentar.

Estas serão as últimas bonecas solidárias que farei por agora. Foi um ano especial dedicado a estas bonecas e agradeço a todas que as receberam de braços abertos, Espero sinceramente que sejam boas companheiras e que façam parte da família por muito tempo.

Em breve terei novos trabalhos para mostrar. Mantenham-se por perto!

 

2 thoughts on “08.03.2018”

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Inscreva-se com o seu endereço de e-mail e receba notícias nossas!
Scroll to Top