36

36

36

36

Trinta e seis voltas ao sol. Um acaso de pessoa, de circunstâncias, de lugares, de encontros e desencontros. Peças soltas de alma que procura a casa mãe.

Hoje e sempre, quero ser mais eu. Vou me esforçar por ser mais eu. Porque só quando sou eu, eu sou feliz. Porque ser feliz é apenas ser.

Hoje e sempre, vou ser.

16 comentários em “36”

Deixe um comentário