Foi em 2002, quando estava grávida do meu primeiro filho, que fiz o primeiro boneco de pano. Era importante fazer-lhe algo com as minhas mãos, de raíz, que lhe dissesse o quanto ele era especial para mim. Saiu tosco, muito simples – só uma criança o chamaria de boneco. Por isso fiz mais um, e outro, e mais outro. Pouco tempo depois estava a trabalhar por encomenda. Não demorei muito a perceber que queria fazer bonecos para o resto da vida. Trabalho devagar. Quero estar completamente presente enquanto o faço. Não gosto de acabamentos mal feitos por isso dou muita atenção aos mais pequenos detalhes.Os materiais que utilizo são de excelente qualidade como o algodão, o linho e a lã, entre outros. Gosto também de usar materiais antigos como tecidos, rendas, galões e linhas que tenho juntado ao longo do tempo. São heranças que voltam a ver a luz do dia em peças utilitárias, enriquecendo-as com a sua história. Todas as minhas peças são feitas com amor e uma profunda esperança no ser humano.

Virgínia

Scroll to Top