está tudo bem

natal 2012

Está tudo bem, obrigada.
Cheguei a uma daquelas alturas em que tenho que parar no meio de tudo o que acontece à minha volta, deixar a poeira assentar, testemunhar sem me intrometer muito. Sinto que algo tem que mudar e quando é assim tenho que parar, atenta ao que acontece cá dentro. Comigo resulta sempre. O ritmo cardíaco desacelerou, o M. teve umas boas férias, a M. já anda (all day long) e eu sinto-me mais centrada outra vez.
Descobri que tenho que começar mesmo por mim ou não chego onde quero chegar. E descobri que o vou fazer com a ajuda desta frase mágica:
está tudo bem
 
Vou andar à caça dos pensamentos negativos, sejam eles provocados por stress ou estejam já habituados a viver nesta cabeça há tempo demais. Sempre que ouvir um “estou farta“, “estou cansada“, “estou a perder tempo com isto“,” olha as horas!“, etc, etc vou calá-lo com um grande, redondo, sábio “está tudo bem”. Tudo em silêncio, claro está, que ninguém tem de saber que falo comigo mesma. Até agora, tenho apanhado muitos pensamentos desses e destruí-os no momento. Acreditem, funciona. Claro que logo a seguir lá vem outro e depois outro para destruir, é assim mesmo –  até haver cada vez menos pensamentos negativos para calar. É o meu jogo do ano. A minha única resolução. 
 
Gostava que tentassem isto comigo. E que me fossem dando notícias. O que vos parece?

23 comentários em “está tudo bem”

  1. Já tinha saudades de por aqui passar…
    Esse é o pensamento que adoptei já há algum tempo, antes de mais temos de nos centrar em NÓS (EU) porque se eu estiver bem e feliz tudo corre melhor. Agradecer à vida termos saúde e família por companhia… tudo o resto é acessório.
    Um Beijo
    Maria

    Responder
  2. Belas palavras Virgínia ! O caminho é esse ,e principalmente ter a noção de que toda a nossa vida e todos os nossos momentos vividos….não passam de "somatórios " disso mesmo : momentos.
    Estar "bem comigo mesma" e não deixar a minha vida ser controlada pelos meus estados de anímo…é o caminho certo!

    Responder
  3. Sinto exactamente o mesmo! Muitas incertezas, medos, falta de confiança… ainda cá estão, mas agora calo-os, no meu caso, com um "Vai correr tudo bem! Estou feliz!", por que no fundo, olhando para a "big picture", tenho uma boa vida. Não foi aquela que idealizei, mas é boa e feliz!

    http://misscastelinhos.com/

    Responder
  4. Às vezes o nosso pior inimigo, o mais crítico e que nos consegue pôr mais para baixo e desesperar é mesmo essa vozinha interior que nos angustia e stressa…

    Eu tenho tentada desde há uns 3 anos educar essa vozinha… Agradecer-lhe por me alertar para o que pode correr mal, mas pedir-lhe educadamente que se cale e confie em mim… Não é fácil, mas pouca a pouco vamos tendo mais qualidade de vida…

    Mesmo que "não esteja tudo bem" faz parte… A vida é isso mesmo!

    Responder
  5. Vi-me nas suas palavras, mas foi a um ano atras que tudo mudou e a escalada para atingir a nuvem branca comecou, ja nao vejo aquela nuvem negra que me perseguia …a branca ja a toco e em breve sei que me ira acompanhar. Dei tempo a mim e amo-me cada vez mais,respeito-me e procuro todos os dias meios de manter a paz nem que seja 5 minutos para respirar. Meditei, li e vi ( Osho e Pram Rawat). Nao consigo ser feliz com o stress, so posso ter brilho fora dele por isso o meu meio foi comecar a planear, visualizar o caminho, sonhar com isso e as coisas comecam a acontecer. Divido isto somente porque as vezes pode ser que tenha algo util no meio para si. Desejo-lhe muitas felicidades e muita persistencia e forca! Voce vai mudar a sua vida para o que quiser que ela seja :). Esta tudo bem.

    Responder
  6. Ei, Virginia!
    Funciona sim, viu?
    Faço isso constantemente com os meus pensamentos negativos… Quanto mais a gente pratica mais fica alerta contra eles e vai ficando cada vez mais fácil eliminá-los.
    Estou no seu jogo!
    Um abraço! Carinhos nos pequenos!
    Felicidades!

    Egléa
    jeitomineirodeser.blogspot.com

    Responder
  7. Depois de os meus filhos nascerem ganhei um confiança em mim própria inabalável. Há momentos em que me sinto um pouco perdida, por causa da correria do dia a dia e das inúmeras solicitações que uma mãe trabalhadora tem. Mas estou em paz, porque faço o melhor que sei, dou o máximo de mim. Passar a barreira dos 40 também ajudou, se bem que no início foi assustador(estou velha!!). Mas percebi que estou sim serena e confiante. Tenho a vida que escolhi, e gosto muito. Estou pronta para os desgostos e alegrias que aí vêm, estou pronta para Viver!
    Gosto de passar por aqui. Felicidades!

    Responder
  8. Olá!
    Apenas hoje conheci seu blog. Me encantei. Passeei por todo ele. Me detive em alguns posts e os compartilhei em meu FaceBook .
    Escrevo para parabenizar pelo belo trabalho e agradecer por publicá-lo.
    Agora estou a seguir suas publicações.
    Abraços!!!
    Neusa Medrado
    Piracicaba – São Paulo – Brasil

    Responder

Deixe um comentário