da camisa do irmão

Reciclar roupa é das minhas coisas preferidas de fazer. Porque não gosto de deitar fora algo que ainda tem muito para dar, porque gosto de puxar pelas ideias, porque adoro transformar. Porque, verdade seja dita, a sociedade em que vivemos é obcecada por deitar fora e eu, mais uma vez, discordo. Sabe bem e é … Ler mais

I make (some of) her clothes

Estamos a meio da Fashion Revolution Week e eu aproveito para mostrar algumas peças de roupa que fiz nas últimas semanas para a senhorita Alecrim. São todas adaptações do modelo Nina, da Modkid by Patty Young, que tenho usado muito desde que ela nasceu. O modelo é muito simples e versátil, ideal para quem quer dar … Ler mais

comigo

Vivo ao contrário. Transformo-me lentamente numa espécie de eremita da cidade.  Cada vez com menos, o que não tenho, não gasto. O que sei fazer, faço.  Quanto mais dou, mais leve me sinto e percebo que a vida, pelo menos a minha, é para ser vivida com frugalidade. 

para ele

Os tecidos escolhidos por ele esperavam por mim há meses. Foi necessário um “eu gosto das coisas que tu fazes, mãe” para eu saltar para a máquina de costura e num serão lhe fazer os prometidos calções de pijama.  Por não encontrar um molde de calções para rapaz para o seu tamanho decidi fazê-lo a … Ler mais

do irmão para a irmã

Nem todos os colarinhos podem ser transformados desta maneira – nada que uma fita de viés não resolva. Tão simples quanto isso. Assim ficou o casaco que esperava por uma nova oportunidade, guardado há uma década (!) com a certeza de um dia vir a servir a uma segunda criança. Eu digo não ao desperdício. Quem disse … Ler mais

gola Mao

Esta é capaz de ser a minha camisa preferida. Tem 20 anos de uso (!) e continua como nova. Foi comprada na H&M, ainda esta não tinha chegado a Portugal, numa época em que nem esta nem outras marcas eram sinónimo de má qualidade. Apesar de gostar de camisas de corte masculino, os colarinhos e … Ler mais